Para pontuar e permanecer no G4, Vila joga novamente fora de casa


O próximo compromisso do Tigre na Série B 2017 já é na noite deste sábado (17), no sul do país. De volta a Pelotas após quase um ano, a equipe colorada vai à busca de mais um resultado positivo para a manutenção no G4. Jogando no Bento Freitas, o último confronto entre as duas equipes foi de muitos gols sendo finalizado com o empate de 2 a 2. E sabendo dessa dificuldade em enfrentar o Brasil, Hemerson prega equilíbrio.

"Eu assisti o depoimento de um lutador de UFC e me marcou bastante. Ele fala que a força pode vencer a técnica, mas nada vence o espirito. Além da questão da técnica que a nossa equipe tem, nós temos que ter um bom espirito. Temos que ter qualidade técnica e ai entra outra palavra que eu gosto muito que é o equilíbrio. Eu preciso de uma equipe equilibrada. Quando tiver que disputar forte, tem que disputar, mas quando a bola estiver no chão nós temos que por o nosso melhor jogo", afirmou o comandante.

As duas equipes vivem realidades totalmente diferentes. Se por um lado o Vila vem de duas vitórias em 3º, por outro, o Brasil vem de dois resultados negativos ocupando a 15ª colocação. E considerando o atual momento do adversário, Hemerson alerta que isso fará com que a partida seja ainda mais difícil.

"O Vila não pode entrar na zona de conforto, teremos um jogo bastante disputado. E as equipes do sul, geralmente são equipes com muita força física, principalmente quando jogam em seus estádios. O Brasil tem uma força muito grande quando joga em Pelotas, talvez tenha a equipe mais alta na Série B. Eles exploram muito a bola aérea e está numa situação que precisa vencer para se reposicionar na tabela de classificação."