VILA NOVA REDUZ EXECUÇÕES TRABALHISTAS

           Foi realizada, ontem, uma conciliação junto ao Juiz Auxiliar de Execução, Dr. Kleber Waki. O Vila Nova foi representado pelo Presidente Ecival Martins e as advogadas Tathianne Uchoa e Gabriela Attux que assumiram o jurídico do Vila após a saída da Dra. Neliana Fraga que esteve a frente deste departamento nos últimos dois anos.

           Desta vez foi liquidada a ação do jogador Otacílio que jogou no Vila em 2009. Com mais este processo, o Vila Nova chega a 58 ações trabalhistas pagas e arquivadas em 2017 e 2018 que foram protocoladas entre 2009 e 20016.

           Dos processos trabalhistas que entraram entre 2017 e 2018, restam ativos 30, sendo que alguns destes são Acordos Homologados e que estão sendo pagos aos funcionários.

           O número de processos com sentenças transitadas em julgado, nos quais o Vila Nova é devedor, também vem caindo ano a ano. Em 25/7/2016 eram 64 processos. Em 25/4/2017 eram 58 e agora, em 30/11/2018 são 40. Uma redução de 37,5% nas execuções trabalhistas em dois anos. 

           Para ver a última Certidão Trabalhista do Vila Nova FC, acesse o Portal da Transparência.

 

LINK: http://www.vilanovafc.com.br/transparencia