Vila Nova usará verba da Copa do Brasil para diminuir passivo trabalhista

Dando continuidade ao projeto de redução de execuções trabalhistas de gestões anteriores, o Vila Nova realizará agora em março, nova rodada de audiências de conciliação junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 18. Região.

Para tanto, o clube ofertou ao Juízo Auxiliar de Execuções do Regional, 50% do valor recebido com avanço na segunda fase da Copa do Brasil e ainda, o valor referente aos direitos de transmissão do Campeonato Goiano .

O acordo foi firmado em audiência realizada no dia 21,02,2018 presidida pelo Dr. Kleber de Souza Waki, Juiz Auxiliar de Execução. O Vila Nova foi representado pelo Presidente Ecival Martins e a advogada Tathianne Uchôa.

Nos próximos meses o Vila Nova irá apresentar seu plano de ação e o intuito é reduzir em 30% ao ano, o número execuções trabalhistas.