Operarios da Bola: amor por futebol e nutrição faz de Núbia Melo nutricionista do Vila há 17 anos

Postado em: 27/04/2021 às 18:37 - Modificado em 27/04/2021 às 20:34

Operarios da Bola: amor por futebol e nutrição faz de Núbia Melo nutricionista do Vila há 17 anos
(Foto: Matheus Alves / Vila Nova F.C.)

A história de vida dos funcionários do Vila Nova se confunde com o próprio clube. E não é diferente com Núbia Melo, nutricionista há 17 anos no Tigrão, e personagem de hoje da série Operários da Bola - uma série especial no site sobre os colaboradores mais antigos no clube, em comemoração ao Dia do Trabalhador.

As vivências no curso de Nutrição e na carreira formaram uma profissional multitarefas e com expertise para praticamente criar do zero um departamento importante no futebol. Como se Núbia estivesse destinada ao Vila Nova pelo amor à instituição, ao esporte e área de atuação.

Da criança torcedora, incentivada pelo pai, à profissional, funcionária do time. Núbia é formada em Nutrição, com pós-graduação na área esportiva e divide a sua função no colorado entre atendimentos a domicílio e como consultora. Ingressou na instituição em 2003, pouco depois de se formar.

“Entrei um pouco antes de complentar dois anos de formatura. Fiz estágio no clube quando estava no quarto ano de Nutrição. Mas a contratação nem foi apenas pelo estágio de oito meses. Fui contratada através de seleção. O Iron Gonçalves, supervisor, conhece meu pai e avisou que estavam contratando nutricionista. Participei do processo seletivo e depois de uma semana me ligaram para começar a trabalhar em definitivo”, detalhou.

Amor (Vila, esporte e Nutrição)

Além da paixão pelo #TimeDoPovo, a relação de Núbia Melo com o esporte sempre foi grande. Foi nadadora dos 4 aos 19 anos, quando teve que largar a vida esportista por não conseguir conciliar a faculdade com a Natação. Mas o destino estava mesmo no Vila Nova, quando voltaria a ter contato diário com a prática esportiva. E a maior referência de vilanovense para a nutricionista foi justamente seu pai, José de Paulo Melo.

“Meu pai é torcedor fanático do Vila e eu sempre torci. Fui ao estádio com ele e meus irmãos no Serra desde pequena. Dos três irmãos, fui eu mesma que passei a gostar mais de futebol. Mesmo como profissional aqui dentro, ainda sou a companhia do meu pai nos jogos. Quando entrei aqui, foi uma realização dele também”, revelou Núbia.

Apesar do trabalho gratificante, o futebol é também um ambiente de renúncias de momentos com a família, de lazer e descanso. Para compensar as abdicações, a nutricionista do Vila Nova explicou em uma frase o que a faz permanecer sempre em evolução, “paixão, é só isso que explica, meu olho brilha”, resumiu bem, se referindo ao clube, ao esporte e à nutrição esportiva.

Cotidiano no clube

A profissional exerce hoje várias funções no OBA. É responsável pela gestão dos funcionários e da logística de produção na cozinha, pelos pedidos e conferências das compras de alimentos, elaboração de cardápios para os atletas profissionais e das categorias de base. Bem como pelo controle de qualidade dos alimentos produzidos, atendimento individual dos jogadores, seja para ganho ou perda de massa muscular, por exemplo, e consequentemente pelas dietas. E também pela suplementação dos atletas.

Para tal, há a necessidade de uma profissional multifunções como Núbia Melo. As experiências anteriores ao Vila, como emprego em loja de suplementos, dois trabalhos em controle de qualidade, seja na cozinha industrial ou em multinacional, ajudam Núbia a dar conta do serviço diário. Com ela, são mais cinco funcionários e uma estagiária de Nutrição na cozinha do clube.

O caminho até chegar ao que é hoje a Nutrição no Tigre foi árduo. A nutricionista foi responsável por profissionalizar o departamento e manter uma organização em uma área em que todo cuidado é pouco.

“Existe o controle de qualidade dos processos: temperatura dos alimentos, equipamentos, controle de água, para que todos os alimentos produzidos estejam em boas condições, sem nenhuma contaminação. Tudo que envolve a produção do alimento é muito complexo, se há desperdício, por exemplo. Temos planilhas para tudo isso, com todo esse sistema implantado por mim”, disse.

Se hoje a profissional pode comemorar os quase 18 anos como colaboradora, tudo partiu de um projeto em 2003. Chegou para cuidar apenas da parte do refeitório e, com o respaldo do então preparador físico e fisiologista Djair Garcia, passou a incluir performance e rendimento dos atletas como prioridade. Assim se criou uma relação de dependência mútua entre Núbia Melo e Vila Nova.

Matheus Alves, da Assessoria VNFC.