Com apoio da torcida, Vila vence Santa Cruz por 3 a 2

Postado em: 19/07/2014 às 18:36 - Modificado em 21/07/2014 às 08:52

Vestindo uniformes novos e com várias mudanças no time titular, o Vila Nova garantiu sua primeira vitória no Brasileirão da Série B, neste sábado (19/7). Com o apoio da torcida, que vibrou a cada lance e empurrou o time, o colorado venceu o Santa Cruz por 3 a 2 no Serra Dourada. É o início da reação vilanovense.

O Vila Nova agora soma cinco pontos e continua em 20º lugar. Agora a equipe de Márcio Azevedo terá uma semana de treinos pela frente antes do próximo jogo. No sábado (26), o Tigre visita o Sampaio Corrêa. A partida será às 21h, no Castelão.

O jogo

O Vila Nova apresentou boa postura no início da partida e não demorou muito até abrir o placar. Aos oito minutos, Nenê Bonilha lançou a bola para Jheimy. O camisa 9 deixou a zaga adversária para trás e chutou no canto direito do goleiro: 1 a 0.

Aos 15 minutos, Pingo empatou a partida, com gol de bicicleta. Mas o Tigre não se abateu. A equipe continuou com boas chances, especialmente nas jogadas com Jheimy. Aos 27, o atacante foi derrubado na área e o árbitro marcou pênalti. Radamés foi para a cobrança e colocou o colorado em vantagem: 2 a 1.

O Santa Cruz buscou reação e conseguiu igualar o placar novamente com 35 minutos de bola rolando. Pingo chegou com perigo e o goleiro Cleber espalmou. Danilo Pires aproveitou a sobra, marcando o segundo gol adversário. O Tigrão ainda contou com uma boa chance aos 42 minutos. Paulinho mirou o gol e chutou forte, mas o goleiro defendeu.

Com segundo tempo movimentado, cada um dos times teve boas chances. O Tigrão contou com a sorte, aos 13 minutos, quando Danilo Pires tentou virar a partida, mas a bola bateu na trave. Aos 27, Paulinho balançou as redes, mas o bandeirinha anulou o gol ao marcar impedimento.

Mas o gol decisivo, o gol da virada, aquele que confirmaria a primeira vitória do Vila Nova no campeonato sairia mesmo dos pés do camisa 10. Aos 31 minutos, Leo Rodrigues cruzou na área e Paulinho, livre de marcação, marcou: 3 a 2.

Aí foi só administrar o resultado. Com o apoio do torcedor, o Vila Nova foi consistente e conseguiu segurar o placar até o apito final.

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA: Cleber; Leo Rodrigues, Vitor, João Paulo (Gabriel) e Rafinha; Leonardo, Radamés, Nenê Bonilha (Júnior Xuxa) e Paulinho; Dimba (Evandro Paulista) e Jheimy.

Técnico: Márcio Azevedo

SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Nininho, Everton Sena, Renan Fonseca e Renatinho; Sandro Manoel (Bileu), Memo, Danilo Pires e Wescley; Pingo e Leo Gamalho (Betinho).

Técnico: Sérgio Guedes

Local: estádio Serra Dourada. Data: 19 de julho, sábado. Horário: 16h20. Árbitro: Antônio Neuricláudio Costa (AC). Assistentes: Rener Santos de Carvalho (AC) e Jean Carlos Rodrigues da Silva (AC). Gols: Jheimy (8' do 1º tempo), Radamés (28' do 1º tempo) e Paulinho (31' do 2º tempo), a favor do Vila Nova; Pingo (15' do 1º tempo) e Danilo Pires (35' do 1º tempo). Cartões amarelos: Leonardo, Jheimy e Júnior Xuxa (Vila Nova); Nininho, Emerson Santos (Santa Cruz). Público pagante: 1.780